Síndrome da Pressa - A busca pelo inexistente

Por Kárcio Sángeles

05/10/2009






Você esta impaciente? Não consegue se concentrar? Acha que o tempo que tem é insuficiente? Então cuidado!!! Você pode estar sofrendo a síndrome da pressa. Nessa sociedade contemporânea as pessoas são pautadas pela praxe cotidiana da aceleração maquinal compulsiva. As coisas se inverteram, o dilema agora é: "A pressa é amiga da perfeição", trocamos uma vida saudável por uma vida agitada, estressante e negativa. Poucas são as vezes que paramos para desfrutar de momentos de lazer, e mesmo nesses raros momentos somos coagidos a pensar, nas várias atividades que iremos realizar no próximo dia. Sonhar é um termo pouco utilizado em nossa época. O realizar tomou conta do nosso sono. Não mastigamos a comida, simplesmente a engolimos, igualmente como fazemos com a nossa dinâmica de vida alienada indigesta. se utilizarmos a linguagem matemática para dar uma noção cientifica a esse "distúrbio social" poderemos dizer que:

"Enquanto a ignorância e a pressa cresce em Progressão geométrica (P.G) multiplicando, mais rápido; a consciência e o senso crítico cresce em progressão aritmética (P.A) somando, mais lento."

O avanço tecnológico impulsiona a sociedade a um progresso sem ordem, condicionando os indivíduos a uma busca pelo sucesso individualista inalcançável, o homem corre contra o tempo, ou melhor, quantifica até o tempo que o tempo tem, e para justificar sua pressa doentia se remete a uma frase do senso comum que diz: "A vida é curta", no entanto, como podemos saber o tamanho dela se não sabemos a data e a hora de nossa morte? Como saber o dia de amanhã se ainda estamos no hoje? Esquecemos de viver o presente e nos tele-transportamos para um futuro que ainda não existe. Essa busca pelo inexistente é na verdade uma forma de preencher um vazio interior. O homem não mais trabalha pra sobreviver, e sim, vive para trabalhar, sempre alimentando a idéia de que o amanhã vai ser melhor e continua faminto, mendigando qualidade de vida, não quer envelhecer mais não ver a hora do dia terminar, não quer morrer mais se diz cansado da vida. A síndrome da pressa esta também correlacionada com "O Complexo da Perfeição", a busca pelo perfeito é supervalorizado na atualidade, e tentamos desesperadamente alcançar esta ápice da perfeição o non plus ultra*. Essa pressa descomunal pode encadear outras doenças, como Síndrome do Pânico, Agorafobia, Transtorno da Ansiedade Generalizada, Infartos, Acidentes Vásculo-Cerebrais, Hipertensão Arterial, Transtorno Obsessivo Compulsivo, Gastrites, Úlceras, entre outros.

*non plus ultra: Expressão latina que significa não mais além, e se emprega para designar o auge, a última perfeição.
 

Kárcio Sángeles, Mora na Cidade de Camaragibe, Pernambuco, Atualmente é estudante de Psicologia da Faculdade de Ciências Humanas-ESUDA.