Relaxa!

Por Bruno Soalheiro

05/06/2008




Quem costuma ler meus artigos já deve ter percebido que tenho o hábito de ser bem otimista em relação ao que pode acontecer em nossas carreiras se nos dedicarmos realmente a entender como funciona o mundo atual e procurarmos nos adaptar a ele.

Pois neste artigo continuo otimista, mas quero falar de algo mais delicado: quando as coisas dão errado! E elas dão!

Veja bem: Você vai ler artigos, estudar, procurar se desenvolver, preparar um belo currículo, acompanhar as revistas de negócio, fazer a barba direitinho, arrumar bem o cabelo, criar serviços legais para oferecer e... As coisas vão dar errado.

Sim, isto vai acontecer! Uma vez, duas vezes, dez vezes! Creio que não temos números exatos a respeito, mas para cada "sim" que você receber na vida há um monte de "nãos" que vão esfregar em sua cara. Comigo tem sido assim, e com muita gente que conheço também!

Isto quer dizer que você não é bom o suficiente? Não se preparou direito? Abordagem errada? Não engraxou o sapato? Erro de português? Má negociação? Te viram cutucando o nariz? Relaxa!

Pode até ser que você precise evoluir em alguns aspectos na sua busca por uma carreira de sucesso. Mas entenda: muitas vezes, mesmo fazendo tudo direitinho, lá na frente a coisa não vai dar em nada! Vão dizer: Não, obrigado!

Por quê? Porque a vida é assim ora! Respostinha miserável esta minha não? Oh sabedoria!

Mas a verdade, amigo, é que é isto mesmo. Cada um de nós tem sua história particular e seus desafios a vencer. As coisas não acontecem necessariamente na hora em que queremos, mas na hora em que elas "acontecem". E nosso papel é continuar na busca, na luta, na viagem!

Que legal! Você perde seu precioso tempo lendo meu artigo para eu ficar com esta filosofia barata de boteco na sua cabeça... É que às vezes precisamos voltar ao boteco mesmo, pedir um tira-gosto e espairecer. Aqui em Minas fazemos bastante isto!

Ocasionalmente alguns leitores me escrevem, às vezes angustiados porque fizeram isto e aquilo, mas coisa não andou como "imaginaram". Já outros falam de oportunidades surgidas quando menos esperavam, pois estavam sempre se preparando apesar dos "nãos" recebidos constantemente.

Pois que se saiba que eu também faço vários "istos e aquilos", e UM TANTO de vezes a coisa dá em absolutamente nada! __ Não obrigado; não queremos mais um colunista! __ Não obrigado, já temos um consultor de confiança! __ Não obrigado, já há quem faça isto para nós... __ Não, obrigado, não quero um consultor de carreira...

Perdi a conta de quantas negativas já recebi e ainda "recebo" nesta vida diariamente. Mas se eu parar... Ora, já disse Raul Seixas: ...A cabeça não agüenta!

Então caro leitor, em nome de seu bem estar e de sua carreira, faça-se um favor: Lute, estude, informe-se, atualize-se, aprimore-se, "leia meus artigos",projete, desenvolva, apresente, negocie, procure, crie oportunidades! Mas olha, de vez em quando, pelo amor de Deus, senta no boteco, desabotoa o cinto, desliga o celular, esquece dos problemas, pede um bendito de um tira-gosto e: relaxa!!!

Até mais.

Bruno Soalheiro é Psicólogo, palestrante e consultor em desenvolvimento humano.