Gratidão

Por Rosemeire Zago

09/12/2009

 


Agradeço pela vida, apesar da morte, que hoje sei é apenas uma transformação.
Agradeço pela alegria, apesar da tristeza, que tanto me fez chorar... e também pensar.
Agradeço pelo riso, apesar das lágrimas, mas sei que vieram para lavar minha alma.
Agradeço pela realidade, apesar das ilusões, que hoje sei só me mantinham presa na dor.
Agradeço pelas mentiras, que hoje sei me levaram a encontrar a verdade.
Agradeço por tantas conquistas, apesar dos erros, que agora sei foram para me fazer valorizar mais o caminho.
Agradeço pela harmonia, apesar das brigas, que me trouxeram sofrimento, mas também crescimento.
Agradeço pela saúde, apesar de tantas doenças que poderiam ter me acometido.
Agradeço pela minha profissão, apesar das dificuldades que passei, pois esse foi o caminho que devo ter escolhido para me resgatar, ao ajudar aos outros, e da qual recebi muito mais.
Agradeço pelo respeito que aprendi a ter pelas outras pessoas e por seus mais sagrados sentimentos, apesar de muitas vezes não ter sido respeitada.
Agradeço por ter perdoado a todos que me machucaram, e peço perdão a quem eu possa ter machucado.
Agradeço por tantos caminhos que percorri, me machuquei, mas consegui sair, com ajuda de algumas poucas pessoas, que agradeço eternamente, e exatamente por isso hoje estou no caminho da luz!
Agradeço a Mel, por ter ficado incondicionalmente ao meu lado durante esses 5 anos, me amando e acima de tudo me ensinando. E espero que fique muitos anos mais.
Agradeço pelos meus pais, apesar da distância, mas que me trouxeram à vida. E a Deus por ter me mantido no caminho do bem.
Agradeço pelos meus amados avôs, verdadeiramente meus pais, que apesar de não estarem mais presentes fisicamente, me deixaram a melhor herança: amor!
Agradeço à minha amada tia que entre tantas lições, mostrou-me 2 caminhos principais: o caminho de Deus e o respeito aos animais, apenas com seu exemplo de vida!
Agradeço também às pessoas que tanto me machucaram, pois elas me tornaram muito mais forte e me fizeram buscar outros caminhos.
Agradeço a tantas pessoas que esperei amor e carinho, e não recebi, mas aprendi que não se pode dar aquilo que não se tem. Mas também agradeço por cada pessoa que passou na minha vida, e outras que ainda estão presentes, e me doaram amor.
Como foi difícil aprender tudo isso!
Agora me encontro livre! Livre das ilusões, dores, lágrimas, mentiras, tristeza, erros, culpas, hoje enfim estou liberta!
E por tudo hoje eu só agradeço, por ter me tornado quem eu sou.
Eu, assim como você, somos seres de luz, que queremos nos tornar pessoas melhores, para quando formos embora, que consigamos ir apenas em paz!
E por tudo isso hoje eu agradeço, e espero me tornar cada vez mais quem eu simplesmente sou: um ser de luz!

Essa é a minha carta de agradecimento ao pouco que tenho aprendido. Agora o que você acha de escrever a sua? E se quiser dividir comigo, me envie, vou gostar de ler!

Rosemeire Zago é psicóloga clínica, com abordagem junguiana e especialização em Psicossomática. Desenvolve o autoconhecimento através de técnicas de relaxamento, interpretação de sonhos, importância das coincidências significativas, mensagens e sinais na vida de cada um, promovendo também o reencontro com a criança interior. Email: r.zago@uol.com.br