Escola x Parque de Diversões

Por Melissa de Fátima Antunes

06/09/2008



Hoje em dia a escola não tem a mesma influencia na vida de um aluno como tinha anteriormente, primeiro nunca se discutia o que era apreendido, não se falava professores mas mestres, ta tudo tão popularizado que tem criança que chama sua professora de tia, mas engraçado tia é a irmã do pai ou da mãe, caso contrario não tem por que usar este pronome de tratamento que é extremamente pejorativo.
Apesar de ter algumas mudanças na educação que foram e são muito favoráveis permitindo que a construção do caráter e a formação intelectual das garotada de todas as idades. Como as técnicas de aprendizagem se tornaram mais humanizadas e personalizadas.
Ultimamente a ida a escola é mais um evento social do que um lugar onde a formação do caráter e a aprendizagem formal e informal perderam totalmente a razão da instituição escolar.
Curioso é que hoje em dia a garotada não vai á escola apenas para apreender que deveria ser o motivo pelo qual a escola foi criada e que a convivência social seria um ganho secundário.
Mas as prioridades foram alteradas muito se deve a vida agitada dos dias atuais pois muitos pais e educadores, cuidadores de crianças em geral, começaram a depositar nos professores e na escola em geral a obrigação de educar e cuidar dos seus, como se fosse uma transferência de responsabilidades.
Será que não se faz necessário tanto por parte da instituição escola como por parte do corpo docente e dos que zelam pela formação dos que serão o futuro do Brasil, colocar mais limites e posicionar melhor os que fazem uso dos serviços prestados pela instituição, para que não se transforme na “casa da mãe Joana”, cada um fazendo o que bem entende.
Para que levar celular todo equipado quase como uma miniatura de uma sala de estudos, com telefone, calculadora, cronômetro, agenda eletrônica, câmera digital, mp3 (áudio), internet e agora tem uns de ultima geração que da pra assistir TV aberta, etc. este objeto (multifuncional) está na lista de material escolar para que tivesse que ser adquirido pelos estudantes ou é apenas um capricho.
Creio que tenha adultos, tipo empresário que não possui um celular tão moderno e eficiente como alguns alunos, muita prepotência para um estudante cadê o direto de obter suas conquistas pelos próprios esforços, por este tipo de aluno não se revoltaria com um professor que não lhe DÁ a nota que deseja.
Desde quando ir a escola é sinônimo de ganhar nota ao invés de batalhar por ela, através de estudos, trabalhos e dedicação 100%. Fica fácil conquistar as coisas obtendo tudo pela mão alheia.
Que tal refletir qual é o papel da escola hoje em dia e qual deve ser. O quanto tenho tido influencia no atual resultado?

Melissa de Fatima Antunes tem como área de pesquisa e atuação o atendimento psicoterapêutico de crianças, adolescentes, adultos, orientação de pais e a terceira idade. É editora de um blog onde fornece material de leitura para os pais, responsáveis e educadores em geral: http://afadadodia.blogspot.com/

É pesquisadora do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo - USP, pelo Laboratório APOIAR.