Depressão Pós Parto

Por Dr. Wagner Paulon

24/12/2007

 



Caracterizamos a Depressão Pós-Parto é a que ocorre no período do puerpério, definido cronologicamente entre o parto e os quatro meses seguintes. Um tipo comum de Depressão pós-parto é chamado de "blues" (ou tristeza), que tem duração de até 72 horas após o parto. E um período de transição e readaptação fisiológica, ou seja, o organismo da mulher, bem como o funcionamento de seu cérebro, se modificam durante a gravidez (principalmente alterações hormonais); após o parto estas modificações desaparecem quase imediatamente, sendo que o cérebro leva até três dias para acostumar-se com esta situação. Este quadro não necessita tratamento específico.

O quadro da Depressão puerperal grave é aquela que apresenta todas as características endógenas citadas anteriormente, devendo ser instituído o tratamento o quanto antes. Na maioria dos casos, a paciente e a família, "achando normal" o estado de tristeza, e confundindo-o com uma adaptação psicológica à chegada do filho, pode atrasar o tratamento, com piora progressiva do quadro com o passar do tempo. Algumas mulheres voltam a apresentar outras Fases Depressivas após anos, sem qualquer relação com o parto. É preciso enfatizar que essa depressão não oferece riscos à criança, a não ser pela suspensão da amamentação materna quando a mãe passa a receber a medicação apropriada.

Assim com, quando a mulher apresenta este quadro a decisão de iniciar o tratamento medicamentoso cabe ao médico, sendo que a mulher deverá suspender imediatamente a amamentação, pois o leite contém a medicação. Entretanto este quadro deve ser tratado o quanto antes, uma vez que durante o quadro depressivo a mulher não consegue manter seus cuidados básicos (alimentação, higiene, etc.) ou cuidar de seu filho.
 

Dr. Wagner Paulon - Formação em psicanálise (Escola Paulista), mestre em psicopatologia (Escola Paulista), psicologia (Saint Meinrad College) USA, pedagogia (FEC ABC), MBA (University Abet) USA, curso de especialização em entorpecentes (USP), psicanalista por muitos anos de vários hospitais de São Paulo.