Como Identificar e Afastar Falsas Amizades

Por Alexandre Bez

01/04/2008



Especialista em relacionamentos, Bez ensina como identificar falsas amizades no dia-a-dia e alerta que pessoas invejosas podem possuir tom de pele amarelado.

Quem nunca passou por uma decepção ou tem alguma história para contar quando o assunto é falsas amizades? De acordo com o psicólogo Alexandre Bez, especializado em relacionamento, ansiedade e síndrome do pânico, o falso amigo pode estar em qualquer lugar e se aproximar de determinada pessoa por ela possuir algo que lhe desperte desejo, como um objeto de valor, um imóvel, um bom emprego ou até mesmo a pessoa com quem você se relaciona.

Você poder estar se perguntando: O falso amigo também é alguém invejoso? O profissional explica que o que norteia uma falsa amizade é a inveja. As falsas amizades não escolhem nível social e muito menos sexo. Mas pode-ser afirmar, baseado em pesquisas, que os homens despertam mais interesse em criar falsas amizades. "Os homens são mais suscetíveis a criar essas amizades devido à personalidade, caráter e moral. As mulheres são mais competitivas e fortes emocionalmente, por esse motivo batalham mais para alcançar seus objetivos".

A faixa etária de um invejoso em potencial está entre os 16 e os 35 anos. "Nessa idade, a pessoa está crescendo e iniciando desenvolvimento de sua personalidade, ao mesmo tempo deixando de lado sua inocência" explica o médico. Ela passa a querer fazer parte de algum grupo, por isso acredita que pode atrair amigos a partir do que possui. Diferentemente das crianças, o adulto após os 30 ou 35 inicia o envelhecimento e abandona certos dogmas, além da mudança nos focos de interesses.

A amizade é algo tão importante para o crescimento do ser humano que ela chega a ser responsável pelo crescimento ou regressão de uma pessoa. Ao lado de pessoas que querem nosso bem, acontece naturalmente um crescimento mútuo entre elas, um tende a ajudar o outro. O que não ocorre em falsas amizades, como entre usuários de entorpecentes. Apenas 1% dos dependentes de drogas iniciam o uso por vontade própria, nos outros casos são convencidos por falsos amigos a experimentar algum tipo de droga.

Outro ponto que gera bastante discussão é a possível amizade entre homem e mulher. Segundo o médico, a amizade entre o sexo oposto existe e é extremamente saudável, desde que ambas as partes não tenham intenções sexuais.

Para não ser enganado por um "invejoso", ou seja, um falso amigo, vale a pena ficar de olho nas atitudes e nos rastros deixados por ele. Observe seu amigo quando ele compartilha com você momentos de vitória e conquista. Geralmente o olhar misterioso e discreto vem acompanhado de um sorriso de quem não gostou. "Um amigo falso sente-se na obrigação de cumprimentá-lo e fará com um rápido aperto de mão" diz o psicólogo.

Outra dúvida muito comum é saber se o colega de trabalho é realmente seu amigo e quando ele deixa de ser colega para ser amigo. A partir do momento que são compartilhados intimidades e segredos, o coleguismo é substituído pelo laço de amizade. Se você possui dúvidas diante de um colega de trabalho, o psicólogo ensina a fazer pequenos testes para verificar se ele é confiável ou não. Para testar seu colega, experimente contar um segredo a ele. Se o assunto não se espalhar pelo escritório nos próximos dias, já é um sinal de que ele pode ser seu amigo verdadeiro.

Para não cair no golpe de falso amigo, o psicólogo dá dicas de como identificar ações que podem apontar se o amigo é verdadeiro ou não.


-O corpo fala - verifique se "o amigo" se aproximou de você depois que comprou algo, como um carro, por exemplo.

-Ligações demasiadas também indicam interesse momentâneo em algo

-O tom de pele de um amigo invejoso tende a ser mais para a cor amarelada, pois conforme estudos realizados, a pessoa invejosa não controla sua produção de bile. Essa dica não vale para pessoas de origem oriental.